Processos de RH

Qual a importância das dinâmicas de grupo em uma empresa?

Escrito por Seguridade

Uma das etapas mais importantes durante um processo seletivo é a fase das dinâmicas de grupo. Essa prática pode não ser a favorita de algumas pessoas, e alguns gestores não a valorizam como se deve, mas as dinâmicas são peças fundamentais para garantir contratações bem-sucedidas ao fim do processo. 

Isso porque o trabalho em equipe é essencial para empresas que buscam o sucesso. O desenvolvimento em conjunto caminha lado a lado com os melhores resultados para uma organização. Uma empresa comprometida valoriza aqueles profissionais com boas habilidades de integração e que colaboram para o crescimento do grupo, e não somente o lado pessoal ou individual.

Para que você fique ainda mais absorvido pelo universo das dinâmicas de grupo em uma empresa, elaboramos este post. Continue a leitura e esclareça algumas dúvidas sobre a importância dessa prática e como desenvolvê-la com qualidade em uma organização!

Como funcionam as dinâmicas de grupo nos processos seletivos?

Chamamos de dinâmica de grupo as atividades desenvolvidas em um grupo de pessoas com o objetivo de integrar, desinibir, apresentar suas habilidades e traços de personalidade, promover a reflexão e o conhecimento. Elas são realizadas por meio de jogos com aspectos criativos e espontâneos, os quais favorecem tanto o desempenho grupal quanto o individual.

Nos recrutamentos e seleções, as dinâmicas de grupo funcionam como mais uma forma de avaliação dos candidatos. Esses testes não são elaborados aleatoriamente. Ainda que pareçam muito lúdicos, eles seguem uma base psicológica desenvolvida por especialistas a respeito do comportamento humano.

Ao mesmo tempo em que os jogos aplicados às dinâmicas de grupo auxiliam a fixação de uma dada aprendizagem, servem também para que os candidatos mais introvertidos liberem a sua espontaneidade.

Qual a importância dessa prática para a qualificação dos candidatos?

As dinâmicas de grupo provam que as qualificações técnicas de um candidato não são suficientes para que ele consiga uma vaga. Não entendeu? Quer um bom exemplo?

Vamos dizer que, por mais que um candidato esteja preparado, com um currículo brilhante e formação de dar inveja, ele pode perder a oportunidade de vaga caso não se expresse corretamente e demonstre suas qualidades durante uma dinâmica de grupo.

Isso porque as dinâmicas de grupo em empresas servem como parâmetros de comparação e avaliação a respeito das características emocionais e comportamentais dos candidatos.

Identificar habilidades e tipos de comportamento dos candidatos

Algumas habilidades dos candidatos podem ser identificadas por meio das dinâmicas, especialmente aquelas que envolvem a capacidade de se trabalhar bem em grupo. Por exemplo, com esse tipo de prática, é possível avaliar se o candidato tem bons níveis de comunicação. Ou seja, se sabe colocar seu ponto de vista, mas também ouvir e respeitar as demais pessoas.

Outros aspectos, como espírito de equipe e graus de empatia, também podem ser identificados. Para alguns cargos específicos, essas habilidades podem se mostrar como o grande diferencial de um candidato.

Além das habilidades, pela sua relação com a psicologia, as dinâmicas ajudam a traçar o perfil comportamental de cada candidato. É possível enxergar com melhor precisão quais são os candidatos mais tímidos, os mais explosivos, os mais concentrados etc.

Isso também poderia ser feito por meio de testes psicológicos. Porém, a descontração proporcionada pelas dinâmicas facilita essas identificações, além de sua aplicação ser muito mais fácil.

Auxiliar nas tomadas de decisões e soluções de problemas

A expressão “quebrar o gelo” cabe muito bem quando o assunto for a dinâmica de grupo. Essa proposta auxilia nas tomadas de decisões e torna mais fluido o processo de solução de problemas, justamente pela descontração (e até mesmo diversão) que a prática proporciona aos envolvidos.

Ao diminuir a tensão de um processo seletivo, os candidatos podem alcançar soluções para as proposições de forma mais natural, ampliando as possibilidades de cada um.

Como construir uma dinâmica de grupo eficaz?

Tenha em mente os principais objetivos de uma dinâmica de grupo em uma empresa. O primeiro deles é fazer com que os candidatos se sintam mais confortáveis durante o processo seletivo. Em seguida, é aconselhável trabalhar a motivação para que o perfil comportamental possa ser traçado.

Veja algumas boas sugestões:

Não se apegue ao tradicional

Candidatos podem passar por mais de uma seleção ao longo da vida, é claro. Imagine que em todas elas exista uma dinâmica de grupo. Provavelmente ele já conhecerá algumas práticas, especialmente aquelas mais antigas e utilizadas com mais frequência.

Por isso, busque sempre dinâmicas inovadoras e diferentes. A novidade pode despertar melhores resultados. Se o candidato já conhecer o jogo ou exercício proposto, ele pode se acomodar durante sua execução.

Procure conhecer os candidatos por meio de uma apresentação

Para que a integração aconteça, nada melhor que uma apresentação descontraída. É interessante que os candidatos recebam crachás com seus nomes para que a identificação fique mais fácil, até mesmo entre eles.

Essa etapa não precisa ser muito complexa, pois, por meio do primeiro contato, já é possível perceber um pouco do comportamento deles. Peça, por exemplo, que cada um conte um pouco da vida profissional e pessoal.

Coloque o foco mais além dos resultados

A conclusão das dinâmicas é interessante, mas não deve ser o objetivo principal delas. Ou seja, talvez o candidato mais capacitado para o cargo não seja necessariamente aquele que fez mais pontos em um jogo ou o que terminou primeiro as tarefas.

Observe o processo. A maneira como cada candidato desenvolveu e aplicou suas estratégias junto à equipe também é importante. Como ele usa a criatividade para conseguir soluções? Os meios podem não ser os mais ágeis, mas podem ser os melhores para a sua empresa.

Alinhe os objetivos das dinâmicas com os da empresa

A compreensão da cultura da empresa é fundamental nessa etapa. É por meio dessa informação que a rotatividade devido à falta de adaptação de um funcionário à cultura da organização é diminuída. Ou seja, as contratações serão mais eficazes se os objetivos já forem alinhados desde as dinâmicas.

Fazer com que os candidatos reflitam a respeito da cultura da empresa fará também com que eles mesmos questionem se desejam ocupar aquele cargo. Assim, os erros podem ser minimizados.

As dinâmicas de grupo são muito importantes em qualquer processo seletivo, independentemente do ramo e setor da empresa. Em casos de poucas vagas e muitos candidatos, elas podem ser decisivas. Com todas essas informações, ficou mais fácil compreender a importância dessa prática, certo?

Aproveite e continue conhecendo melhor o universo das dinâmicas lendo sobre os tipos de dinâmicas criativas.

Sobre o autor

Seguridade

A Seguridade é uma empresa consolidada no mercado, atendendo toda a região Sul do país e o estado de São Paulo, nos tornamos referência nos segmentos de segurança privada, limpeza e conservação, jardinagem, bombeiros industriais, serviços de rh e outros serviços.

Deixar comentário.

Share This