Terceirização

Segurança terceirizada: contrate uma equipe em 5 passos

Avatar
Escrito por Seguridade

A polêmica Reforma Trabalhista propõe mudanças significativas nas relações entre empresas e trabalhadores. Com a Lei n.º 13.429, os empregadores têm a possibilidade de reduzir os custos por meio da terceirização da mão de obra — o que é maravilhoso, tendo em vista a atual crise que assola o mercado. Por conta disso, nunca foi tão fácil e vantajoso contratar serviços de segurança terceirizada.

Se você ainda está em dúvida se essa é ou não uma boa, vamos apontar alguns benefícios da contratação da equipe de segurança terceirizada e te mostrar como escolher o melhor serviço para a organização. Acompanhe:

Benefícios de contratar serviços de segurança terceirizada

Em um país onde a criminalidade cresce diariamente, é de se esperar um aumento de empresas do setor de segurança, certo?

Por intermédio de uma administração mais estratégica e focada nesse tipo de atividade, a organização que terceiriza serviços pode simplificar a rotina da contratante em diversos pontos. Veja:

Redução de custos

A legislação trabalhista brasileira exige que a organização pague uma série de encargos, tributos, direitos e recolhimentos que encarece a preservação do funcionário. E esses custos excessivos — não apenas durante a admissão, mas também na rescisão — muitas vezes acabam por inviabilizar a contratação de novos colaboradores.

Além disso, para manter um trabalhador a empresa precisa se preocupar em estar de acordo com uma série de leis para não ser penalizada. Ou seja, com a terceirização da equipe de segurança, os riscos de processos trabalhistas também são reduzidos.

Ao negociar com uma prestadora de serviços, a contratante não terá que se preocupar com tais detalhes. A contratação dispendiosa, os treinamentos, as férias, as horas extras, o FGTS, o 13º e demais gastos com a equipe serão exclusivamente da fornecedora.

Com o dinheiro proveniente dessa economia, é possível investir em projetos mais importantes para a organização, como a capacitação dos colaboradores fixos e aquisição de novas tecnologias.

Foco no core business

Ao compartilhar suas atividades secundárias, a empresa não terá que focar em questões referentes ao serviço de segurança. Ela terá mais tempo para se preocupar com o que é essencial para o seu crescimento e vantagem competitiva no mercado.

Não tem erro: a organização que possui condições de focar no seu core business, alcança melhores resultados. Isso acontece porque ela consegue direcionar a energia e o conhecimento do seu pessoal de forma mais planejada, sem distrações desnecessárias.

Portanto, manter o foco no que é realmente necessário é fundamental para a evolução do negócio e totalmente possível por via da terceirização. Afinal, os gestores precisam estar livres para fazer aquilo que sabem: planejar, monitorar a performance e acompanhar indicadores da empresa.

Mão de obra especializada

A segurança é uma tarefa de extrema importância para uma empresa. E, para ser exercida, requer profissionais idôneos, com a experiência e o preparo adequados.

Às vezes, ao contratar uma equipe de segurança conforme as normas da CLT, a empresa se depara com trabalhadores despreparados. Nesses casos a empresa é muito prejudicada devido à perda de tempo e aos altos custos da contratação, do possível treinamento ou, talvez, demissão.

É mais confiável que as atividades delegadas sejam cumpridas de maneira satisfatória por meio da segurança terceirizada, pois a empresa fornecedora tem a obrigação de capacitar a equipe. Tendo em vista que deverá se responsabilizar pela qualidade do serviço, ela terá que contar com profissionais especialistas e que possuem o know-how desejável.

Parcerias de trabalho

A relação entre contratante e contratada não precisa ser entendida de forma superficial. É interessante existir um relacionamento de parceria e confiança entre as partes.

Para a empresa que contrata é ótimo poder contar com uma fornecedora de serviços que seja pontual, especializada e com conhecimento e experiência de mercado. Ao gerir essa relação de forma inteligente, facilita a produtividade, otimiza processos e agrega valor ao negócio.

Em suma, ela disporá de excelência no atendimento e entrega de serviços secundários, que fazem toda a diferença para preservar a harmonia corporativa e a satisfação dos clientes.

Como contratar uma equipe de segurança terceirizada

1. Saiba quais são as necessidades internas

Para não dar um passo maior do que as pernas, a empresa deve ter o detalhamento das suas necessidades. Isto é, identificar quais são as tarefas, secundárias ou não, que podem ser efetuadas por funcionários terceirizados.

No caso da segurança, é interessante alinhar as necessidades da empresa com as ofertas das fornecedoras e distinguir qual se encaixa melhor na sua realidade.

2. Conheça a fornecedora

Busque referências sobre a empresa que fornecerá a mão de obra terceirizada antes de assinar qualquer contrato. Quanto mais informações obter, maior a chance de fechar negócio com uma fornecedora de confiança, que cumpre com todas as normas exigidas pela Polícia Federal (PF).

Para isso, atente-se a informações como há quanto tempo ela atua no mercado de segurança, se está atuando ou já atuou de forma ilegal e quantos e quais clientes a empresa possui. Para facilitar, no site da Polícia Federal você consegue verificar a situação da fornecedora pretendida.

Aproveite e converse com algumas empresas que terceirizam os serviços da futura contratada. Dessa forma você sana eventuais dúvidas e averigua a reputação da empresa.

3. Compreenda aspectos legais da terceirização

Como já mencionado, a empresa que terceiriza serviços de segurança precisa estar de acordo com as exigências da PF. Isso significa que ela precisa ter licenças e alvarás de funcionamento renovados, estar em dia com os recolhimentos legais e cumprir com as normas de segurança e saúde do trabalho previstas em lei, por exemplo.

Assim sendo, é imprescindível conhecer os aspectos legais que regem a terceirização para se precaver e não correr nenhum risco. Sabendo quais são seus direitos e deveres nessa relação, evita-se dor de cabeça, penalizações jurídicas — em casos mais sério — e garante todos os benefícios esperados.

4. Avalie propostas e compare orçamentos

Não contrate a primeira empresa de terceirização com preço bom que aparecer. Discuta — de preferência com mais de uma prestadora de serviços — todos os itens de sua proposta e certifique-se de que ela tem condições de atender ao contrato firmado com a qualidade almejada.

Após as prováveis fornecedoras analisarem o ambiente e o escopo dos serviços elaborado pelo gestor de segurança da contratante, elas enviarão as propostas. Esse é o momento de examinar as discrepâncias de preços.

Quando solicitar o orçamento, peça também uma planilha aberta de custos para comparação. Assim você consegue saber os valores aplicáveis na contratação da equipe de segurança terceirizada — como salários, adicionais e benefícios.

5. Planeje e calcule custos

Para que a admissão de uma equipe terceirizada seja mais econômica do que criar um departamento de segurança próprio, é preciso computar precisamente os custos.

Para não comprometer o equilíbrio financeiro da organização, faça um bom planejamento com base nas necessidades já identificadas e no capital disponível para o emprego da equipe de segurança terceirizada.

Em um país onde a violência cresce a cada dia, ter uma equipe de segurança é indispensável. E com a segurança terceirizada a empresa aufere qualidade e baixo custo operacional!

Agora que você já sabe as vantagens e como contratar uma equipe de segurança terceirizada, siga-nos no Facebook e fique por dentro de mais conteúdos interessante!

Sobre o autor

Avatar

Seguridade

A Seguridade é uma empresa consolidada no mercado, atendendo toda a região Sul do país e o estado de São Paulo, nos tornamos referência nos segmentos de segurança privada, limpeza e conservação, jardinagem, bombeiros industriais, serviços de rh e outros serviços.

Deixar comentário.

Share This