Terceirização

6 erros da terceirização de serviços que você não pode cometer!

6-erros-da-terceirizacao-de-servicos-que-voce-nao-pode-cometer.jpeg
Escrito por Seguridade

A terceirização de serviços pode trazer ganhos estratégicos para uma empresa, como economia de recursos, profissionais especializados e melhora no sistema de gestão.

Porém, se algum erro for cometido na contratação, essas vantagens podem se tornar um problema gerencial e vir a prejudicar o funcionamento dos negócios, além de trazer uma tremenda dor de cabeça para empresários e gestores.

Como os erros influenciam no resultado da terceirização

Ações tomadas de maneira equivocada acarretam na escolha de fornecedores errados que, em muitos casos, não têm a competência necessária para atender às necessidades do contratante.

Uma avaliação completa da empresa que realizará serviços e atividades de forma terceirizada — realizada antes de efetivar a contratação e durante a vigência do contrato — é fundamental para que os problemas e dificuldades sejam evitados e para que seja possível desenvolver uma relação de trabalho produtiva entre as partes envolvidas em um contrato de terceirização de serviços.

Afinal, quando uma empresa decide por terceirizar um serviço, ela busca uma solução de negócio na qual a empresa contratada se torne uma facilitadora, permitindo que a contratante:

  • Mantenha o foco nas suas atividades essenciais, enquanto uma equipe especializada dá o suporte necessário em setores que não são o objeto principal dos negócios da contratante;

  • Desenvolva com mais eficiência o seu trabalho, sem se preocupar com minúcias de tarefas secundárias,  intrínsecas ao seu funcionamento mas não fazem parte do escopo de suas atividades.

No Brasil, estamos em um momento no qual a terceirização de serviços está ganhando destaque crescente e se fortalecendo. Muitas empresas têm se optado por essa estratégia de negócio para dinamizar e tornar mais barata e eficiente as suas operações.

Neste artigo iremos mostrar alguns erros comuns a serem evitados pelos empresários que buscam terceirizar atividades ou setores da companhia. Confira os próximos parágrafos.

 

 

1. Não fazer uma pesquisa prévia

Terceirizar um serviço é colocar pessoas que não possuem vínculos diretos com a empresa interferindo em seus processos e, frequentemente, atuando em suas dependências. Elas podem ter acessos a questões importantes, setores estratégicos e outras tantas particularidades.

Imagine se um funcionário ou empresa terceirizada resolve vazar informações ou comete um erro que prejudique o funcionamento do trabalho? Isso é sinônimo de problemas e de prejuízo.

Antes de contratar uma terceirizada, realize pesquisas sobre a empresa, tais como:

  • Clientes para os quais ela presta ou prestou serviços;

  • Existência de processos trabalhistas;

  • Existência de processos judiciais de natureza comercial;

  • Sua imagem no mercado, junto a clientes e fornecedores.

2. Não ter cuidado ao buscar economia

Esse alerta até parece contraditório pois, ao terceirizar serviços, o empresário busca melhorar índices de economia e eficiência. Porém, é preciso ter bastante cuidado com a forma através da qual se busca essa economia.

Com a terceirização de serviço, não é necessário arcar com custos e encargos trabalhistas, o que barateia muito a contratação. Entretanto, é de praxe que os gestores — como em qualquer relação comercial —, busquem baratear ao máximo a transação. Ocorre que, ao regatear demais, as empresas mais comprometidas se afastem da negociação, o que diminui as chances de contratar um serviço de melhor qualidade.

Ainda há o agravante de, para conseguir atingir aos preços solicitados pelo contratante, a empresa contratada elimine do contrato alguns serviços considerados importantes, o que torna essa economia extra mais negativa que positiva.

3. Definir objetivos inatingíveis

Ao contratar uma terceirizada, é importante definir uma série de metas e objetivos a serem cumpridos. É algo compreensível, uma vez que a premissa dessa negociação é solucionar uma demanda própria, obtendo resultados positivos. Essas metas e objetivos irão nortear o trabalho da contratada na empresa e também servirão com métricas para avaliar a qualidade do trabalho.

Entretanto, de nada adianta definir uma série de indicadores que não podem ser atingidos pela contratada sem que comprometam a contento as exigências do trabalho.

Isso cria uma situação complicada para os dois lados:

  • A contratante busca e cobra o alcance das metas estipuladas;

  • A contratada abre mão da qualidade de seus serviços para atender aos objetivos definidos.

Portanto, utilize critérios alcançáveis — e cumpra com a parte que lhe couber nessa parceria — na hora de terceirizar um serviço.

4. Ser excessivamente detalhista

A burocracia tem o terrível característica de travar processos e impedir que soluções inovadoras sejam tomadas. Não burocratize em excesso a terceirização de um serviço.

É importante definir metas, objetivos e mecanismos de avaliação do seu fornecedor, pois, dessa forma, você poderá garantir maior qualidade no serviço ao estabelecer parâmetros de controle que nortearão toda a relação de trabalho.

Atente-se para o fato de que não adianta criar mecanismos que limitarão as possibilidades de atuação do fornecedor, pois isso também irá travar o trabalho dele e reduzir a qualidade do serviço prestado.

5. Não definir um gerente para a terceirização de serviços

É importante designar alguém da empresa para acompanhar o contrato de terceirização e garantir que todos os requisitos e objetivos negociados em contrato estão sendo realizados dentro dos parâmetros de qualidade exigidos.

O gestor será peça fundamental durante toda a relação, por isso a escolha desse nome tem de ser feita com bastante cuidado.

Ele terá que lidar com os interesses da empresa e zelar para que a terceirizada faça o melhor trabalho possível. Toda a relação de trabalho passará por suas mãos, portanto escolha alguém capaz de lidar com todas as situações que possam acontecer nesse tipo de contrato.

6. Não estar atento aos detalhes da negociação

A contratação de uma empresa terceirizada depende de muitos aspectos e cuidados, como aqueles já relatados nos tópicos acima e a negociação deve ser levada com muito cuidado.

O contrato deve ser considerado bom para as duas partes, pois caso uma delas não fique satisfeita com o acordo, a tendência é que se crie uma relação complicada e que não trará os benefícios desejados.

Busque definir termos que sejam satisfatórios para a sua empresa e para a prestadora de serviço, sempre levando em consideração a importância de definir mecanismos de controle e regulamentação para garantir a qualidade e seriedade do trabalho.

Esperamos ter colaborado para minimizar os erros da terceirização de serviços nos contratos da sua empresa! Para saber mais, confira também esse artigo sobre os cuidados que as companhias têm que ter na hora de terceirizar

Sobre o autor

Seguridade

A Seguridade é uma empresa consolidada no mercado, atendendo toda a região Sul do país e o estado de São Paulo, nos tornamos referência nos segmentos de segurança privada, limpeza e conservação, jardinagem, bombeiros industriais, serviços de rh e outros serviços.

Deixar comentário.

Share This
Navegação