Processos de RH

Por que a cultura empresarial determina o sucesso de uma organização?

Escrito por Seguridade

Você já refletiu sobre a cultura empresarial da organização em que trabalha? Quais são os princípios e atitudes que ela transmite para a sociedade? Além disso, o que os seus funcionários pensam de você e de trabalhar sob a sua gestão?

Se está tendo que lidar com o turnover e tem escutado as pessoas falando mal da empresa, isso indica que a sua cultura organizacional pode estar afetada e precisa ser reconsiderada. Afinal, o que o público pensa da organização acaba sendo o que ela de fato é.

No entanto, se a empresa ainda não tem uma cultura desenvolvida, eventualmente ela se desenvolverá sozinha e isso pode ser um grande risco. Saiba mais:

O que é cultura empresarial

É uma série de crenças, hábitos, políticas, expectativas e valores compartilhados pelos seus integrantes, em toda a hierarquia. É, também, o que diferencia uma empresa das demais.

É possível reconhecer a cultura organizacional de uma empresa antes de saber o que o termo significa: basta a inserção na atmosfera do negócio. Você reconhece um clima ruim lembrando de alguma experiência profissional negativa, mas percebe um clima positivo com base em uma carreira profissional excelente devido ao dia a dia de trabalho.

A verdadeira cultura de uma empresa é representada pelo seu modo de fazer negócios. A sua essência se expressa pela maneira como os seus funcionários a percebem e reflete o que as pessoas realmente pensam a seu respeito.

Em outras palavras, a cultura empresarial também pode ser compreendida como um modo institucional de pensar e agir dentro do negócio. É ela que determina os objetivos de uma organização e fornece as diretrizes para o seu crescimento.

Tipos de cultura organizacional

A cultura organizacional está presente em cada atitude da gestão: ao recrutar e demitir colaboradores, ao tratar dos funcionários e clientes, ao integrar a sua comunidade interna e se comunicar, ao definir os seus objetivos, ao vender e comprar etc.

Cada empresa tem a sua própria cultura e, contextualmente, existem diferentes tipos de cultura empresarial. Conheça:

1. Cultura do poder

Quando as relações dentro de uma empresa são baseadas no poder, estamos falando da cultura do poder. Esse tipo de cultura pode provocar competições e insatisfações entre a equipe.

Ela pode ser encontrada em pequenas empresas, onde o poder se concentra no dono e há oportunidades limitadas de crescimento.

2. Cultura de funções

Em organizações com regulamentos muito bem estabelecidos, encontramos a cultura de funções. Esse tipo de cultura é comum em órgãos públicos, onde cada função é pautada pela lógica e procedimentos seguros, estáticos e sem inovações.

A cultura de funções pode se apresentar em empresas inflexíveis e que gastam muito tempo na execução das tarefas.

3. Cultura de pessoas

Nesse tipo de cultura organizacional, o foco são as pessoas. Em empresas que adotam essa cultura, ocorre muita valorização dos talentos e das ideias de seus colaboradores.

É comum ser encontrada em empresas jovens, que se importam em escolher as pessoas certas e com a valorização do “ser”.

4. Cultura de tarefas

Flexibilidade, muitas mudanças de regras sem aviso prévio e liberdade para agir com criatividade são características que expressam a cultura de tarefas.

Negócios com esse tipo de cultura buscam profissionais livres e que pensem “fora da caixinha”. Buscam pessoas que sabem improvisar, se defender e dar ritmo ao trabalho de forma independente.

5. Cultura de inovação

A cultura de inovação é bastante adotada por empresas que querem crescer e inovar no mercado. Essas empresas prezam pela inovação constante de valores, princípios, conceitos, normas e missão até chegar a um modelo definitivo, porém não obsoleto.

Nesse tipo de cultura, cada negócio tem um propósito bem estabelecido e, para efetivá-lo, os recursos são distribuídos conforme as prioridades.

Componentes de uma cultura empresarial

Fazem parte da cultura organizacional de uma empresa os seguintes componentes:

1. Artefatos

São aspectos concretos que demonstram de forma visível ou audível como é a cultura da organização. Por exemplo:

  • nome da empresa;

  • logotipo, slogan e toda a comunicação visual;

  • linguagem — é um modo de destacar membros de uma cultura por meio do uso de termos característicos, vestimentas e documentos utilizados;

  • rituais — sequências de atividades que reforçam os valores e princípios da organização, como comemorações de aniversário e eventos de fim de ano;

  • símbolos materiais: layout das instalações e arquitetura.

2. Valores

Os valores são as considerações da empresa sobre o que é certo ou errado, bom ou mau. Os valores podem ser evidenciados por meio de:

  • posicionamento da empresa diante de alguma situação marcante;

  • perfil dos líderes (idade, escolaridade, religião etc.);

  • forma de gestão do RH.

3. Pressupostos básicos

Referem-se ao nível mais profundo da personalidade do empreendimento. São percepções, crenças inconscientes e sentimentos dominantes nos quais as pessoas relacionadas à empresa acreditam.

Os pressupostos básicos são gerados ao longo do tempo e relacionam-se com a visão de mundo da organização.

Por que a cultura corporativa é importante para o sucesso da empresa

A cultura corporativa influencia diversas áreas de uma organização. Ela serve como orientação para a equipe, sobre como se comportar e quais atitudes devem ser tomadas para alcançar determinado resultado.

Além do mais, ela é um parâmetro para os colaboradores, possibilitando coerência entre os seus objetivos individuais e os da empresa. Ou seja, o cuidado com a cultura empresarial garante sintonia entre pessoas, setores e departamentos, além, é claro, de maior produtividade e objetividade nos processos.

A ideia não é mudar as pessoas para que elas se encaixem no perfil da organização, mas contratar quem se identifique com a cultura corporativa do negócio e que compartilhe valores e interesses semelhantes. Dessa maneira, a empresa reterá funcionários realmente engajados com a sua proposta e que acreditam no que estão fazendo.

O alinhamento interno dos valores organizacionais deve ser uma das maiores preocupações dos gestores de RH, pois esse é um fator determinante para o sucesso da empresa. Comunicar-se e expandir a cultura da organização para os colaboradores é fundamental.

Cases de culturas corporativas bem-sucedidas

Quem nunca ouviu falar que é ótimo trabalhar no Google? Com mais de 40 mil funcionários, a empresa é referência de cultura organizacional bem-sucedida. Mas qual é o segredo de todo esse sucesso?

Simples: a empresa dá atenção ao processo de contratação, utiliza dados do RH como potencializador do desenvolvimento dos colaboradores, proporciona um ambiente casual e democrático, tem missão e valores claros, incentiva a colaboração e a transparência, reconhece a contribuição dos funcionários e cultua a filosofia de dar significado ao trabalho das pessoas.

Outro case de destaque é a Rock Content. A sua cultura é uma mistura entre os que são e os que querem ser. Desse jeito, os líderes escolhem a sua equipe, clientes e parceiros.

A empresa de Belo Horizonte acredita na evolução do relacionamento com as pessoas por meio do seu trabalho e, em vista disso, é considerada atualmente uma das maiores empresas de marketing digital e marketing de conteúdo do país!

Por fim, lembre-se: a cultura de uma empresa é como se fosse o caráter de uma pessoa. E é possível saber muito sobre ela apenas observando como trata os seus funcionários, atende os seus clientes e faz negócio. Portanto, faça a diferença ao propor uma cultura empresarial na sua organização.

Ficou alguma dúvida? Deixe um comentário!

Sobre o autor

Seguridade

A Seguridade é uma empresa consolidada no mercado, atendendo toda a região Sul do país e o estado de São Paulo, nos tornamos referência nos segmentos de segurança privada, limpeza e conservação, jardinagem, bombeiros industriais, serviços de rh e outros serviços.

Deixar comentário.

Share This