Gestão de Pessoas e RH

Afinal, como a Internet das Coisas está mudando a gestão de empresas e pessoas?

Avatar
Escrito por Seguridade

A Internet das Coisas (conhecida em inglês como Internet of Things ou IoT) é uma tendência global. Ela consiste no uso de dispositivos considerados “comuns” que passam a estar conectados à internet. É o caso das smart TVs e de vários outros componentes, como relógios de ponto, catracas e outras opções.

Tanto na vida pessoal quanto no âmbito profissional, a hiperconectividade promete mudar o cotidiano. Especificamente em relação aos negócios, o controle será cada vez mais diferente a partir do uso desses recursos.

Neste post, reunimos algumas informações sobre como a Internet das Coisas muda a gestão de empresas e de pessoas e o impacto disso no cenário do mercado. Confira!

O investimento em tecnologia

A adoção de IoT com cada vez mais intensidade faz com que os empreendimentos tenham que ampliar seus investimentos em tecnologia. E, para isso, é preciso dispor da estrutura necessária para gerar dados e conseguir a conexão em novos níveis.

Essa é uma questão que também impacta a inovação. Um negócio que reconheça a importância desse novo meio de conectividade está preparado ou disposto a mudar e se adaptar. Existe, então, uma possibilidade maior de outros processos passarem por modificações e se tornarem mais relevantes.

A modernização por meio desses investimentos se reflete em uma melhoria no desempenho do time, bem como na diferenciação perante o mercado. Ao final, é possível obter resultados otimizados quando se fala em competitividade, por exemplo.

A importância da segurança da informação

Ao mesmo tempo em que muitos dados são gerados, eles também têm que ser protegidos. Como a Internet das Coisas se baseia no uso da nuvem (ou seja, no envio de dados que são deixados disponíveis), é preciso ter um cuidado extra em relação à segurança.

Agora, os empreendimentos têm que buscar alternativas protegidas, bem como camadas de criptografia e níveis de proteção. Tudo parece bastante complexo, mas é apenas impressão. Por causa da alta demanda, o mercado já apresenta ótimas soluções de gestão de dados e que podem ser usadas sem tanta dificuldade.

A mudança nos fluxos de gestão

Outro ponto que muda a partir da adoção da Internet das Coisas é a criação de fluxos de gerenciamento e de trabalho. Com tanta conectividade, fica mais fácil acompanhar as equipes e os seus desempenhos — inclusive de maneira externa.

Também é um jeito de ter dados disponíveis para a tomada de decisão. Com análises estruturadas, os gestores têm a chance de definir qual é o melhor caminho para seguir diante de cada cenário. O fluxo ganha dinamismo, eficiência e consegue atender às necessidades específicas do negócio, como as relacionadas aos seus objetivos estratégicos.

A contratação de pessoas e serviços

Um dos maiores destaques do uso da IoT é em relação ao gerenciamento de pessoas e de fornecedores de maneira geral. Graças à automação de várias etapas e à aquisição de dados de forma intensa, fica fácil traçar comportamentos e identificar quais são as exigências do empreendimento em determinado momento.

Em um processo seletivo, por exemplo, significa ter maior entendimento sobre qual profissional deve ser contratado ou como ele tem que ser escolhido. Isso ajuda na integração dos times e na conquista de produtividade.

Para otimizar ainda mais os resultados, é possível pensar na contratação e terceirização de serviços. Esses recursos podem ser muito úteis na hora de fazer comparações entre prestadores, de modo a indicar a melhor alternativa.

Os dados gerados ainda ajudam a definir quais times devem ser terceirizados, passando a existir uma definição sobre o tamanho das equipes e quais as principais exigências de cada. Como resultado, é possível planejar a qualificação ideal, bem como as atuações que sejam consistentes.

Ao selecionar bons fornecedores para áreas de segurança e limpeza, por exemplo, o negócio consegue se dedicar à atividade-fim com intensidade. Com o uso da tecnologia, fica fácil escolher a alternativa que é ideal.

A gestão de facilities

Tão importante quanto contratar um bom serviço é garantir que ele ofereça os resultados esperados, certo? Para tanto, a gestão de facilities é essencial a partir da terceirização de alguns setores.

Com objetos conectados, como sensores, catracas e outros dispositivos, torna-se simples controlar o nível do serviço prestado. Em relação à segurança, por exemplo, é possível definir se os profissionais têm cumprido o protocolo e agido de acordo com a política interna.

Também é viável utilizar recursos tecnológicos para garantir maior conexão entre os times interno e externo. Elementos como uma TV corporativa inteligente podem alinhar as expectativas e a cultura da empresa.

Inclusive, há como melhorar a abordagem das equipes ao facilitar parte das obrigações. A escolha de sensores inteligentes de presença e de um circuito fechado de TV (CFTV) altamente conectado favorece a segurança. Como resultado, o time terceirizado consegue oferecer uma performance acima do esperado.

Outra alternativa consiste na integração de setores para a avaliação de desempenho e garantia de que as facilities têm sido gerenciadas corretamente. Como consequência, é possível aproveitar a contratação ao máximo.

Os relacionamentos interno e externo

Para completar, tanto o relacionamento quanto o posicionamento perante os clientes internos e externos são favorecidos pela Internet das Coisas. Graças a esses recursos, há mais integração, entendimento e segmentação na hora de agir.

Pense, por exemplo, no atendimento ao cliente. Com o uso de dispositivos inteligentes, é possível criar experiências únicas e garantir a satisfação das pessoas. Também é viável utilizar os dados para obter mais entendimento sobre o mercado e basear as próximas ações.

No caso dos clientes internos, há a alternativa de melhorar a comunicação. Inclusive, a gestão de facilities pode ser integrada a essa parte. Graças ao uso dos recursos inteligentes, é possível unir setores e conquistar o máximo de colaboração entre eles. Em relação aos times terceirizados, isso significa ampla capacidade de obter bons resultados.

A Internet das Coisas promete mudar a gestão de empresas e de pessoas. Com o investimento certo, até o gerenciamento de facilities é otimizado, o que garante uma atuação muito condizente com as expectativas do empreendimento.

O que achou de ficar por dentro das novidades? Aproveite e compartilhe o post nas suas redes sociais para que mais gente fique sabendo dessa possibilidade tecnológica!

Sobre o autor

Avatar

Seguridade

A Seguridade é uma empresa consolidada no mercado, atendendo toda a região Sul do país e o estado de São Paulo, nos tornamos referência nos segmentos de segurança privada, limpeza e conservação, jardinagem, bombeiros industriais, serviços de rh e outros serviços.

Deixar comentário.

Share This