Terceirização

Terceirização de mão de obra: vale a pena ou não?

Escrito por Seguridade

A terceirização de mão de obra é uma estratégia que está em alta nas empresas modernas, permitindo que elas façam a gestão de suas atividades sob o controle e o acompanhamento de outra companhia.

Desde então, as organizações que ofertam a terceirização de serviços não pararam de evoluir para conseguir atender às expectativas de seus clientes.

Preparamos este post para que você conheça melhor os benefícios que podem ser alcançados por qualquer empresa que deseje implementar uma terceirização de sucesso. Continue a leitura e acompanhe!

Melhora na qualidade dos serviços

Quando se resolve terceirizar alguns serviços, como o de limpeza e de segurança, a especialização do fornecedor nesses campos permite que ele forneça serviços de alta qualidade.

Isso porque a empresa contratante terá especialistas em todas as etapas terceirizadas na sua operação e contará com profissionais que têm know-how e conhecimentos técnicos diferenciados, capacitados para exercerem as atividades previstas com excelência.

Hoje, a melhoria da qualidade é um requisito ao qual as empresas contratantes visam muito, pois uma equipe bem treinada e competente faz muito mais em menos tempo, e entrega os resultados que são esperados.

Redução de gastos

A operação de terceirização pode permitir que a empresa cliente reduza alguns gastos com contratação de pessoal e treinamento. Tais efeitos repercutem tanto na gestão de pessoas quanto na gestão administrativa, pois a organização terceirizada é quem é a responsável por aquele corpo de funcionários.

Dessa forma, gastos financeiros com salários, seguros, férias e benefícios não recairão sobre o contratante, e nem essa gestão de documentos.

E, ainda, o cliente fica livre de questões trabalhistas, contando com o benefício indireto de ter aqueles funcionários à sua disposição apenas quando for preciso.

Ou seja, se precisar reduzir ou aumentar a quantidade de colaboradores nas áreas de segurança ou limpeza, não haverá problemas: basta negociar com a empresa de terceirização para realizar o trabalho de acordo com as preferências da contratante.

Desse jeito, não há necessidade de manter uma equipe fixa, que, muitas vezes, fica ociosa ou sobrecarregada.

Segurança na contratação

Falando especificamente do serviço de segurança, a empresa, às vezes, pode cair em um erro de contratar um funcionário que pode reivindicar habilidades que ele não tem. Ou alguém mal intencionado pode conseguir se infiltrar na companhia a fim de obter informações sigilosas e repassar para outrem.

Porém, quando se contrata uma empresa para terceirizar esse tipo de serviço, não há com o que se preocupar. A companhia que cede a mão de obra precisa atender a várias normas, incluindo a especialização dos funcionários.

A terceirização do serviço de segurança é garantia de um serviço altamente qualificado. A empresa que terceiriza conta com uma equipe de vigilantes que tem o know-how certificado e que assume a habilidade e a idoneidade necessárias. Afinal, essa é uma área tão específica e delicada que é melhor não se arriscar.

Certeza de cumprimento às leis

A limpeza de uma empresa é essencial para oferecer a todos, tanto funcionários quanto clientes, um ambiente produtivo, saudável e agradável.

A terceirização nessa área, além de promover o bem-estar, também pode oferecer uma redução em compra de materiais de limpeza e maquinários, visto que muitas empresas de terceirização fornecem não só a mão de obra, mas também os equipamentos necessários para a tarefa, como aspiradores de pó e equipamentos de segurança individual (EPIs).

E ainda, a companhia que terceiriza o serviço de limpeza prepara o funcionário para que ele saiba atender aos protocolos e aos procedimentos corretos, até porque a atividade é fiscalizada pela Polícia Federal e há uma legislação a ser seguida em relação ao serviço ser executado com segurança.

Em outras palavras, a terceirização de mão de obra na área da limpeza e conservação é muito mais eficiente quando é realizada por uma empresa especializada, pois evita que a contratante seja responsabilizada por descumprir leis e incorra em multas ou prejuízos. Além disso, a manutenção predial é um quesito importante e também pode ser terceirizada.

Priorização de investimentos

Para manter seu diferencial competitivo, a empresa terceirizada investe constantemente na qualificaçãodos funcionários e na aquisição de equipamentos. Esses não serão encargos da empresa contratante que, por sua vez, com os recursos disponíveis — decorrentes da redução de gastos —, conseguirá investir em projetos mais relevantes e estratégicos para a organização.

Com a redução da sobrecarga de trabalho, ocorre uma divisão mais justa e adequada das responsabilidades. Os funcionários fixos e terceirizados serão direcionados a tarefas mais importantes e de forma mais planejada.

Economia de tempo

O tempo que uma empresa perde para selecionar um funcionário, contratá-lo, treiná-lo e deixá-lo apto para o serviço, não é pouco. Além de precisar lidar com menos burocracias e gastos financeiros, com a terceirização de alguns serviços, a contratante ganhará tempo!

Ela não terá que se dedicar a todas as atividades incumbidas na contratação e no treinamento de um novo funcionário, pois a empresa prestadora de serviços se responsabiliza por tudo isso. Dessa forma, é possível otimizar o tempo e ocupar-se com detalhes mais importantes do empreendimento.

Facilidade de substituição

No modelo CLT, a empresa precisa agir rapidamente para suprir a demanda de serviços com a falta de um funcionário. Seja por motivo de férias, seja por motivos de falta e demissão, em casos assim, gestores de RH quase ficam loucos com a quantidade de informação: sobrecarga de trabalho, gastos e burocracias com o desligamento, seleção e admissão de novo funcionário, etc.

Mas, ao adotar a terceirização de mão de obra, essas complicações não existem para a empresa contratante. Se for necessário, a substituição do profissional é feita de maneira muito mais ágil, com garantias de que não prejudicará a produção.

Ausência de vínculo empregatício

Em julho de 2017, com a publicação da Reforma Trabalhista mediante a Lei n.º 13.467, foi liberada, no Brasil, a terceirização de mão de obra ampla e irrestrita, sem configuração de vínculo empregatício.

Anteriormente, os trabalhadores terceirizados só podiam desempenhar atividades-meio — como recepção, jardinagem, limpeza e segurança —, mas, com a aprovação dessa nova lei da terceirização, eles passam a poder exercer qualquer função, até mesmo a atividade principal da empresa contratante.

Independentemente de qual for a atividade que necessite de mão de obra, agora a empresa terá liberdade para escolher pelo serviço terceirizado, que conferirá mais produtividade, agilidade e especialização do trabalho, tendo em vista que muitos dos trâmites pertinentes dessa operação não serão sua obrigação.

A companhia não perderá tempo tentando encontrar e contratar um funcionário, tampouco terá que se preocupar com o quanto aquele funcionário custaria se fosse celetista. No entanto, terá à sua disposição um profissional competente.

A terceirização de mão de obra pode ser o que falta para a empresa que você trabalha inovar, gastando menos e sem perder tempo! E, se havia dúvidas: agora é uma relação consolidada e totalmente legalizada aqui no Brasil. Não perca mais tempo!

Gostou? Ficou com alguma dúvida? Deixa um comentário e iremos ajudá-lo!

 

 

Sobre o autor

Seguridade

A Seguridade é uma empresa consolidada no mercado, atendendo toda a região Sul do país e o estado de São Paulo, nos tornamos referência nos segmentos de segurança privada, limpeza e conservação, jardinagem, bombeiros industriais, serviços de rh e outros serviços.

Deixar comentário.

Share This